sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

ABDOMINOPLASTIA - meu novo sonho de consumo!!!

ABDOMINOPLASTIA


O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE:
ABDOMINOPLASTIA




O que é Cirurgia de Abdome?

A cirurgia plástica da barriga ou de abdome é chamada de abdominoplastia ou dermolipectomia abdominal. Este procedimento cirúrgico ajuda a redefinir as formas e o contorno abdominal através da retirada do excesso de pele, gordura e pelo reforço da musculatura na parede anterior abdominal.




Quem faz ou procura a cirurgia plástica da barriga?

A cirurgia plástica para contorno corporal do abdome é procurada principalmente por pacientes do sexo feminino; mas, é indicada também para homens que estão com desequilíbrio na relação conteúdo (tecido gorduroso) e o continente (a pele) abdominal e afastamento dos músculos retos do abdome. Ou seja: está sobrando flacidez de pele ou gordura, ou os dois juntos.

É indicada para a correção do abdome após gestações, em obesos, após grandes perdas de peso, ou mesmo em pessoas magras com excesso de pele. E só para lembrar não tem a finalidade emagrecedora.


Após gestações: casos em que a mulher ultrapassou o ganho de peso normal de 10 a 12 kg durante a gestação ou com tendência a flacidez. Uma barriga que se distende muito na gravidez induz ao afastamento da musculatura dos retos abdominais, o que denominamos diástase e que o leigo relata como "estômago alto".

Não só as mulheres que ganham peso em excesso necessariamente irão desenvolver barrigas para plástica; existem situações onde apenas a flacidez de pele pode ser o problema.

Para a atriz Fernanda Lima gravidez e peso não foram problemas. Engordou apenas o que precisava e depois voltou à forma graças aos seus caracteres naturais, disciplina com a alimentação no antes, durante e depois. Fazendo uma matemática fictícia: +10k g -10k g = belo corpo de antes e linda mamãe. Essa matemática provavelmente foi repetida pela apresentadora Angélica e a cantora Claudia Leite.

Nos obesos: geneticamente propensos ou de forma adquirida, os obesos de todo grau são seríssimos candidatos à dermolipectomia. Contudo, não podem simplesmente chegar ao consultório médico e quererem de imediato fazer a cirurgia. É necessário um preparo prévio, pois estes pacientes normalmente estão em desarranjo clínico. E, cirurgicamente falando, existem critérios para uma indicação cirúrgica segura, que estão relacionados com o estado clínico; além do excesso de pele, gordura e afastamento muscular. Lembram do Ronaldinho Fenômeno quando estava "gordinho". Neste a perda da barriguinha se deu com dieta, exercícios, determinação e orientação médica. E apesar de não ter as características típicas de um gordo ele estava obeso. Para uma pessoa ser considerada obesa há parâmetros de avaliação entre os quais o IMC (Índice de Massa Corporal) que auxilia na classificação. A foto acima ilustra o photoshop "para mais" do Ronaldinho Gaúcho.  

Grandes perdas de peso: enquadram-se aqui ex-obesos de casos de obesidade mórbida; considerada nos Estados Unidos como problema de saúde pública. Muito obeso pensa que a cirurgia plástica é o seu primeiro caminho, quando na realidade é a última etapa do tratamento deste mal. Primeiramente, estes pacientes são tratados por equipes multidisciplinares (clínico, endocrinologista, psicólogo, psiquiatra, nutricionista, preparadores físicos, etc). O cirurgião bariátrico realiza a cirurgia de redução de estômago ou outras técnicas, conforme a indicação. Somente depois de haver a perda de peso esperada e estabilização clínica após a perda ponderal é que o cirurgião plástico poderá avaliar a possibilidade de uma indicação cirúrgica para o contorno corporal, dentre as quais a abdominoplastia.

E qual seria o motivo para fazer uma abdominoplastia?

São muitas as respostas, mas veja esta foto e tire as suas conclusões:
E, também leia isto: O IRAQ (Índice de Relação de Gordura entre os Perímetros do Abdome e Quadril) é um indicador de obesidade central, também chamada de abdominal, visceral ou andróide, isto representa a deposição de gordura nessa região e traduz os riscos de complicações metabólicas (resistência à insulina, diabetes, pressão alta, problemas de coração, etc).
 



Salvador Dali
SINTOMATOLOGIA
Os sinais e sintomas ficam bem localizados na barriga, como forma abaulada, distendida, caída ou em avental sobre a região pubiana e com excesso de gordura e flacidez de pele. Em muitos pacientes podem apresentar acúmulo de gordura nos flancos (pneuzinhos), culotes aumentados e nos homens o surgimento de seios pelo acúmulo de gordura (pseudoginecomastia).

Durante a avaliação clínica o médico tem que observar os desvios de coluna, o nivelamento das cristas ilíacas no quadril, os ombros e a rotação da coluna para a direita ou esquerda. Tudo isto influi na matemática da cirurgia plástica estética da barriga. Nem todo candidato á cirurgia de abdome tem o aspecto físico de gordo, muito deles são ex-gordos, temos também pessoas magras.

Pontos Críticos:
- A flacidez de pele e o abaulamento da barriga surgem preferencialmente na região periumbilical. Mas, pode se apresentar acima ou abaixo do umbigo ou em todo o abdome. Os próprios pacientes mostram o excesso de pele da barriga puxando a pele para baixo ou para cima em direção das mamas. Conforme o grau de flacidez e comprometimento muscular indica-se a técnica apropriada ao caso.
- Umbigo l: a altura do umbigo. Um umbigo muito alto pode limitar a aplicação da técnica convencional de abdominoplastia e necessitar de adaptações. Poderá resultar numa cicatriz transversa inferior mais alta ou terminar em um pequeno T invertido acima do púbis para estes casos.
- Umbigo ll: normalmente ele não é desinserido da aponeurose onde está anatomicamente situado. Entretanto, existem técnicas em que a desinserção de um umbigo muito alto pode ser indicada para reposicioná-lo mais abaixo onde fique em melhor harmonia. Pacientes com desvio de coluna apresentam umbigo fora da linha média do abdome e geralmente essas coisas passam despercebidas. A técnica cirúrgica segue a natureza do biótipo.
- A cicatriz de cesareana quando muito baixa pode não ser possível de coincidir com a cicatriz resultante de uma abdominoplastia em casos isolados, diferindo dos casos mais freqüentes em que ela é substituída pela cicatriz da plástica abdominal.
- A cicatriz e o biquíni: no Brasil os biquínis estão cada vez menores e as mulheres querem usá-los a despeito de qualquer coisa. Por maior que seja a qualidade técnica do cirurgião e por melhor que seja a cicatrização individual não se pode garantir uma cicatriz invisível. Deve haver bom senso por parte das pacientes na escolha do biquíni mais adequado.

As Três Graças de Peter Paul Rubens Museu do Prado - Espanha
Ser gordinho não significa ser obrigado a ser magro ou ter que fazer uma cirurgia plástica da barriga; desde que se tenha saúde física é que se esteja em equilíbrio com a auto-estima e com a vida. No passado ser gordo dava status de riqueza e os grandes pintores tinham e têm a silhueta de suas musas "fofinha" como sinônimo de beleza.

Se você não conhece as três graças, elas são gordinhas assim como os reis, nobres e clérigos normalmente eram pessoas mais avantajadas. E como diz o Jô Soares: ele próprio se refere o Gordo e não gordinho ou forte.
Diagnóstico Diferencial: abdome "não estético" abaulado é uma coisa, eventração e hérnia são outras coisas. Eventração e Hérnia são causadas por falhas na aponeurose da musculatura, que sob o efeito da pressão intraabdominal projetam estruturas ou órgãos da cavidade abdominal para fora, sob a pele e gordura. As hérnias são comumente operadas pelo cirurgião geral. Todo cirurgião plástico precisa ter esse conhecimento e formação prévia de cirurgia geral como pré-requisito para exercer sua especialidade de cirurgia plástica.
Técnicas: Baseia-se no seu ponto inicial de incisão: Inferior (pubiana) = Convencional ou Clássica, Incisão Superior (infra-mamária), e Mediana.

A técnica convencional é feita com uma cicatriz que passa horizontalmente sobre a linha do púbis e que se prolonga lateralmente, mais ou menos, de acordo com o grau de flacidez apresentado. A técnica permite a correção simultânea de cicatrizes e estrias situadas abaixo do umbigo, assim como as hérnias se existirem, geralmente localizam-se na linha média e não é raro encontrar as da região umbilical.
A segunda técnica é da abdominoplastia invertida quando a cirurgia é feita por uma cicatriz que passa pelos sulcos mamários inferiores. É indicada para casos específicos e com aceitação da paciente.

A terceira variante é a incisão mediana. Esta abdominoplastia é indicada em casos especiais de pessoas que necessitem realizar cirurgias pós-obesidade mórbida, ou no caso de associação com cirurgia geral para outro fim que precise dessa cicatriz.
Uma coisa é certa e serve para qualquer procedimento cirúrgico de qualquer especialidade médica: toda incisão à bisturi resulta em uma cicatriz.
Um lembrete: o umbigo é também chamado "cicatriz umbilical" a cicatriz da vida, a cicatriz da ligação mãe-filho, a primeira cicatriz.

Muitos pacientes se queixam da extensão da cicatriz, e quando estão no consultório queixando-se de suas barrigas "gordas, flácidas, cheias de dobras..." esquecem que este seu abdome bonito não é.

As brasileiras queixam-se do empecilho da cicatriz como problema para os seus micro biquínis de praia, mas esqueceram-se também que estavam mostrando uma barriga abaulada, o avental cobria o pequeno biquíni e assim por diante. É apenas uma questão de como me sinto bem com a "minha barriga".


Os homens são mais reticentes e resistentes com a cirurgia e alguns até preferem a barriguinha de chope. Essa barriguinha de chope traduz o abaulamento do abdome pelo efeito de distensão que a fermentação da bebida e acompanhamentos produz. Sabe-se que o aumento da gordura intraabdominal está relacionada com problemas cardíacos, colesterolemia, etc. Uma abdominoplastia não é indicada nestes casos antes de cessar a causa e tratarmos o excesso de peso. Também não se pode simplesmente retirar a pele e comprimir o abdome sem levar em conta o excesso de gordura no seu interior; do contrário causaríamos um quadro de insuficiência respiratória por falta de espaço para a expansão pulmonar.
"Cinturinha de Pilão": Enquanto milhões de homens e mulheres perdem a linha e aumentam a circunferência abdominal com os excessos gastronômicos, a norte-americana Cathie Jung, de 71 anos, ostenta o título de "a menor cintura do mundo". Cathie entrou para o Livro dos Recordes como a pessoa viva com a menor cintura do planeta. Os auditores do Guinness mediram impressionantes 38,1 centímetros de circunferência. A americana conseguiu tal feito graças ao espartilho. Em termos cirúrgicos "acinturar uma mulher" pode ser possível com lipoaspiração das laterais e flancos e abdominoplastia. Somos contrários a procedimentos mais agressivos do tipo retirada de costelas.  

 
Bate-Pronto
Internação hospitalar: 48 horas
Tipo de anestesia: peridural ou geral, dependendo do caso.
Duração da cirurgia: 2 a 3 horas.
Retorno ao trabalho ou estudos: após 3 a 4 semanas dependendo do tipo de trabalho, locomoção, etc...
Limitação: evitar exposição solar nos primeiros 2 a 3 meses. Evitar exercícios físicos e dirigir por 2 meses.
Evolução da cicatriz: costuma ficar avermelhada nos primeiros seis meses, mas tende a clarear num período que varia até dois anos em alguns pacientes. OBS.: Qualquer cicatriz poderá apresentar alterações independentemente da técnica ou do cirurgião.
 
Cirurgias Associadas: apenas com cirurgias plásticas e dependerá da higidez do paciente e volume cirúrgico seguro. Isto quer dizer que a BG não associa abdominoplastia com cirurgias ginecológicas, por exemplo. É insensato irresponsável logo após o parto. Mas podemos realizar junto com um cirurgião geral para reforço da aponeurose naqueles casos de grandes perdas de peso.
Gravidez: a cirurgia de abdominoplastia só poderá ser realizada após 1 ano da última gestação. Àquelas mulheres que realizaram abdominoplastia e depois engravidaram deverão ficar em alerta para o controle da mesma com relação à distensão da pele. O ideal é realizar uma dermolipectomia depois que a mulher decidir em não ter mais filho e ter a sintomatologia descrita.
Estrias: que fique bem claro: se a paciente tem estrias na barriga, somente aquelas que estão localizadas abaixo do umbigo é que serão eliminadas durante a ressecção do excedente de pele.
Abdominoplastia e Lipoaspiração: a BG não associa lipoaspiração e abdominoplastia ao mesmo tempo pela sua conduta de não correr o risco de necrose. Quando utilizamos a lipoaspiração procuramos outras áreas do corpo como o flanco posterior (pneuzinho das costas), mas nunca o abdome.
Cicatriz: a cicatriz situa-se na porção inferior do abdome (abdominoplastia clássica) ou superiormente (sulcos mamários) e mediana (meio do abdome). Nos casos de grandes perdas de peso (obesidade mórbida) utilizam-se duas incisões: a inferior e a mediana. Não se pode fazer à superior e a inferior ao mesmo tempo pelo fato de comprometer as principais artérias que nutrem o abdome, ou seja, as epigástricas superiores e inferiores.
Cicatriz de cesareana: poderá coincidir com a da abdominoplastia ou não Isto dependerá da avaliação clínica do caso em caso.
Consulta Médica

A consulta médica é o primeiro passo para a realização da uma cirurgia. A indicação e realização destes procedimentos são prerrogativas do cirurgião plástico, com formação profissional comprovada.
Durante a entrevista médica a paciente deverá expor suas dúvidas, desejos, insatisfações, medos, anseios e expectativas que serão respondidas e avaliadas pelo médico. Este, por sua vez, fará o diagnóstico do caso, explicará sobre a indicação cirúrgica e fornecerá as informações necessárias para o procedimento. É o momento de tirar e questionar todas as dúvidas, portanto aproveite.


Por exemplo: abdome tanquinho todo dividido é conseguido com muita malhação, dieta controlada e disciplina, não com cirurgia plástica. A barriga operada poderá virar "tanquinho" se esta for a característica individual e se o paciente seguir os exercícios quando liberado; mas sempre terá uma cicatriz.
 

Orientações Médicas

Pré-Operatório: é obrigatória a realização dos exames laboratoriais, radiografia do tórax eletrocardiograma, risco cirúrgico ou outros pareceres médicos, se necessários.

O jejum pré-operatório é de 12 horas, antes da hora marcada da cirurgia. Costuma-se orientar o paciente para que faça a sua última refeição até as 20h00min do dia que antecede a cirurgia; uma alimentação leve, nada de churrascaria; depois das 20h00min apenas água e a partir das 22h00min mais nada. Bom sono!

Precauções: suspender previamente o uso de medicamento que contenha AAS (ácido acetil-salicílico), arnica, ginkobiloba e anticoagulante, duas semanas antes e duas semanas depois da operação. Se você faz uso de alguma medicação antiadesiva plaquetária converse com o médico que a prescreveu e peça orientações. Informe sobre outras medicações que faça uso constante; em geral alguns deles não são suspensos, mas outros podem ser. Leve-os para o hospital e informe ao anestesista, que ele saberá como proceder. Diga também se usa lentes de contato, óculos ou algum tipo de prótese dentária.
A cirurgia só ocorrerá mediante tais procedimentos de protocolo investigativo e o paciente deverá estar em boas condições de saúde, autorizada por um profissional médico através do seu exame de risco cirúrgico. O cirurgião fornecerá informações sobre a necessidade de fazer um enema intestinal no dia anterior à operação.
Autohemotransfusão: este é um procedimento de segurança comumente utilizado atualmente em cirurgias de maior porte como nos abdomes volumosos, ou em cirurgias associadas. A autohemotransfusão prevenirá o paciente de perdas sangüíneas maiores, sem os riscos tradicionais das transfusões de sangue de outra pessoa, tais como as infecções e reações imunológicas. O paciente é primeiramente examinada por um hematologista. Então é retirada uma porção do seu sangue para sua própria doação. Este sangue ficará reservado para ser reinfundido em si mesmo no final da operação. Este procedimento deve se realizado sete ou dez dias antes da data da cirurgia, mas poderá ser realizado momento antes da cirurgia em alguns casos, técnica chamada hemodiluição. A autohemotransfusão permite melhor recuperação pós-operatória, previne anemia só é utilizada em alguns casos.
Cuidados especiais no pré-operatório: antes da operação e em certos casos de abdomes abaulados e, para que este não venha sofrer com problemas respiratórios depois da cirurgia, devido à natural restrição do volume provocada pela plicatura (aproximação dos músculos) durante a cirurgia. Utilizamos o recurso da colocação de peso sobre a barriga por um período entre 10 a 14 dias da seguinte maneira: O paciente deve estar recostado ou deitar-se e colocar um peso inicial de 1 kg sobre o abdome, permanecendo por 1 ou 2 horas. A cada dois dias o peso deverá ser aumentado em 1 kg até alcançar 10% do peso corporal. Desta forma estamos fazendo uma adaptação futura de fisioterapia respiratória melhorando a performance do músculo diafragma. A utilização da cinta modeladora para o abdome é também uma boa opção.

Cigarro e Bebida Alcoólica: devem ser evitados, pois comprometem a cicatrização, a recuperação, alteram o efeito da medicação e podem comprometer a ato anestésico. Prejudicam ainda a cicatrização O cigarro é o principal causador das necroses.

DIA DA CIRURGIA
Dirija-se ao local determinado para a realização da cirurgia, o Hospital ou Clínica escolhida, de preferência acompanhada por pessoas que estejam cientes da sua cirurgia e que tenham ligação com você. Evite acompanhantes contrários à sua decisão. Estes geralmente perturbam a todos e destilam insegurança, excesso de cuidados e exigências desnecessárias.
Deverá estar em jejum, sem adereços (brincos, anéis, pulseiras, piercings etc); mantenha as unhas sem esmalte. Leve roupas de fácil vestir e confortáveis; nada justo ou que tenha que passar pela cabeça.

Identifique-se na recepção do Hospital, informe o nome dos seus cirurgiões e preencha a ficha do seu prontuário. A seguir você será encaminhada ao apartamento reservado.
A equipe de enfermagem dará seguimento ao protocolo de internação para a cirurgia: verificação de sinais vitais, troca da roupa etc.

Aguarde a visita da equipe médica no quarto e mantenha-se calma.

Faz parte da rotina uma entrevista com o médico do hospital e do anestesista. Depois de tomar o pré-anestésico prescrito pelo anestesista você será encaminhada ao centro cirúrgico para a realização da cirurgia.

Após o procedimento cirúrgico paciente retornará ao seu quarto com curativo, iniciando-se a fase de pós-operatório imediato, que será controlada pelas equipes médicas e de enfermagem. No dia seguinte os seus cirurgiões retornarão para avaliação da cirurgia, curativos e alta médica com orientações e prescrição médica.

Pós-Operatório
Alimentação livre, dormir de barriga para cima e com os braços relaxados ao longo do corpo; usar roupas de fácil vestir. Modo de caminhar: devagar e um pouco curvada para frente na primeira semana. Evitar usar sapatos com salto alto e subir escadas. Não há necessidade de drenagem linfática.
Evitar serviços domésticos (faxina, cozinha), compras de supermercado ou dirigir carro por 30 dias. Em casos de intercorrências ou dúvidas mantenha os seus cirurgiões informados.
Todo procedimento cirúrgico consiste em um trauma, que tem como uma de suas respostas a inflamação ou inchaço para os leigos; portanto, é comum que o abdome se apresente sensível, inchado e com manchas de equimose avermelhadas. A região pubiana é atingida com a descida dos líquidos inflamatórios podendo apresentar a cor arroxeada inchada, também é o local de saída dos drenos. As suturas podem ser visualizadas e acompanham a técnica utilizada. Os drenos são retirados com 48 h.
Salvador Dali

Modelador ou cinta de compressão: deverá ser usada por um mês inclusive durante a noite, pois ajudará na cicatrização por manter a pele firme, evitando o inchaço e dando conforto á paciente. Previne complicações e maus resultados.
Eventos indesejáveis: hemorragia, hematoma, seroma, infecção, deiscência (abertura de pontos), necrose, aderência e irregularidades na pele, alargamento e discromia de cicatriz, quelóide.

9 comentários:

Anônimo disse...

me ajudem.. fiz abnoplastia fico tudo lindo.. fazem 10 meses.. mas agora tenho tirar utero urgente... sera ke da para tirar.. me falaram ke fica barriguda .. ajudem to desesperada.. musculo do abdomem foi fexado.... e agora/
bjs obrigada.

Anônimo disse...

Olá! Bom dia!
tenho cicatriz cirúrgica abaixo do umbigo, seios t. 46 provocando dores na coluna flacidez nas costas. quero saber qual o preço, é caro? posso fazer pelo SUS? seria uma cirurgia completa seios e abdômen? Obrigada pela atenção!

Abdominoplastia disse...

Ótimo artigo! Super descritivo e detalhado! Parabéns! Temos mais dicas sobre a adbominoplastia no nosso site: http://www.cirurgiaplastica.emp.br/tag/abdominoplastia/

Anônimo disse...

boa noite, estou em processo para fazer minha cirurgia de abdomem e lipo estou muito ansiosa, o que faço para controlar esta ansiedade

Anônimo disse...

Queridas fiz abdominalplastia a 8 anos,quem fizer nem pense em engordar pois voce fica quadrada sem cintuta ,seus quilos vao para onde a pele nao foi retirada.,geranmente abaixo dos seios....estou na mudança hormonal...engordei a cicatriz do umbigo abrio,po esforço fisico e aumento de peso sai um liquido horrivel....tal seroma acho.......... entçao é cirurgia dieta e academia para o resto da vida se nçao seu dinheiro vai pro lixo e voce fica,pior do que era...bjs e boa sorte...detalhe cirurgiçao plastico e igual costureiro tem que ser bom...se nao a cicatriz fica feia....

Anônimo disse...

Olá tenho 53 ano tive 04 filhos que ja estam todos casados será que posso faser abdominoplastia?

Anônimo disse...

Acima dos 50 e muito ariscada bj boa sorte

Anônimo disse...

Não te deixe impressionar por comentários alheios. tenho 61 anos, corpo bem definido pq treino, no entanto tinha flacidez.
Fiz todos os exames, levei tb os que tinha feito anteriormente por problemas com fratura de metatarsos e inflamação.
Procurei um médico indicado pelo medico da família, levei tudo q tinha, comentei sobre minha vida pregressa e marquei para a mesma semana.
Fiz abdominoplastia, coloquei silicone - 350ml, fiz flancos. Foi maravilhoso, sem dor e com ótimo atendimento.
Agradeço a Deus por olhar no espelho e poder sorrir bem mais com minha tanquinho...rs
Hoje fazem 16 dias, já fiz 02 drenagens e vou retirar os pontos...se o médico decidir que deva ser feito.
Me entreguei nas mãos dele e estou muuuuito feliz.
Façam se acham que isso a farão feliz.
Boa sorte meninas.

Lila Liloca disse...

Eu fiz tem 18 dias e tenho um blog contando o passo a passo.
deiaabdominoplastia.simplesite.com.br